Dia a Dia

Graça e Cortesia

A famosa “Graça e Cortesia” é um dos períodos sensíveis de Montessori e que todo mundo que conhece, fatalmente se apaixona.

Ela se inicia aos dois anos, quando já entende que é um ser humano independente e quer começar a interagir com o outro. O aprendizado da convivência é difícil e muito importante, por isso, merece toda uma atenção especial.

“Graça e Cortesia foi o nome dado por Montessori para uma das áreas da Vida Prática. Ela considerava que a criança tinha prazer em aprender estes conteúdos e preparou formas montessorianas de ensinar a ser educado e polido em todas as situações.” Lar Montessori

A verdade é: se queremos crianças com bons comportamentos, é necessário ensinarmos a elas. E o Gabriel Salomão, mais uma vez, nos explica de forma brilhante como fazer:

“Para ensinar a forma certa, então, chame sua criança e siga os cinco passos breves abaixo, com clareza, tranquilidade, objetividade total e um sorriso leve (bem leve, você está dando uma aula) no rosto:
1. Chame a criança para o local mais adequado à lição (a sala, a cozinha, perto da porta…);
2. Explique a situação sobre a qual tratará a lição (quando você estiver em um ambiente fechado, quando estiver em uma loja, quando tossir…);
3. Diga o que deve ser feito (fale baixo, ande com as mãos para trás, cubra a boca com o braço…);
4. Demonstre (fale baixo, ande com as mãos para trás, tussa com o braço na frente da boca…);
5. Convide a criança a fazer e observe.”

Ele também nos lembra de não corrigir a criança, mas sim, apresentar a maneira correta de agir em um momento oportuno.

Destaque para a parte de que até os 6 anos, as lições devem ser focadas no COMO e no PORQUE, a parte moral fica pra quando eles estiverem mais velhos. Seja direto e simples, atente-se aos comos e ela irá entender o que ela deve fazer.

Porém, nada disso adiantará se os adultos que convivem com ela não forem exemplo; temos sempre que sermos modelos para as crianças. Aquela história de “faça o que eu falo mas não faça o que eu faço” não funciona.

A foto que escolhemos ilustra muito bem um gesto de graça e cortesia, quando a Laura diz para o Nicolas “deixa que eu te ajudo, Ni”, ela já percebeu que, por ser mais velha, pode ajudar o Nicolas a pentear o cabelo!

Isso só acontece porque estamos sempre reforçando a importância de ajudar o próximo, ser gentil, agradecer, pedir com educação e etc. A graça e cortesia é um dos nossos pilares mais fortes e temos muito orgulho disso!

Texto por Tayná Carvalho – pedagoga com formação em Montessori, baseado no texto “Períodos Sensíveis VI – Graça e Cortesia” do blog Lar Montessori, escrito pelo Gabriel Salomão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *